Pages - Menu

Template temporário! Grata pela compreensão!

Lúcifer e o filho pródigo

Te odeio tão profundamente quanto Lúcifer odiaria o filho pródigo. Somos todos o filho pródigo de algum Lúcifer. Eu, teu fiel Lúcifer, demonstro meu amor por te odiar, te amo odiando por tanto te amar.
O meu Lúcifer, não sei onde está, talvez um dia me encontre e mate, e, somente então perceba que todo Lúcifer existe para odiar um filho pródigo, assim como eu existo para odiar você.
Meu ódio é o mais belo, o mais artístico. Minha única e sincera obra prima.
Dizem que é difícil amar, que poucos dominam este dom, logo então odiar é pior ainda, quem teria tamanha garra para odiar a mil léguas quem só lhe faz bem? Eu.
Te odeio por te amar, e assim te amo eternamente, um amor doído e gostoso.
Eu amo o tanto que te odeio, e odeio o tanto que te amo.




ps: isto uma coisa que veio na minha cabeça, já que o amor é a mistura de todos os sentimentos, fiz esta simples sátira opositora sobre o amor e o ódio.