Pages - Menu

Template temporário! Grata pela compreensão!

No Parque Areião, Goiânia.

Estou de volta ao meu lar, mas foi muito gostoso os quatro dias e meio que passei em Goiânia! Tirei muitas fotos, mas só colocarei as melhores aqui no post - o que mesmo assim dará mais de trinta fotos! o.O

Então como eu havia dito no post anterior sobre ir para Goiânia (e enquanto escrevia estava sentada na sala da casa da amiga da Cy, lá em GO), neste post falarei sobre como foi. Cheguei hoje (domingo) quase uma da tarde em casa.

Quando chegamos à cidade era uma da madrugada, eu estava tão cansada e tudo o que fiz foi tirar uma foto da vista do quarto, e logo após fui dormir.
Foto tirada de noite, assim que cheguei


Foto tirada pela manhã, no dia seguinte.

Pela manhã tirei outra foto da mesma vista para comparar (e ver melhor), e até publiquei no meu Facebook. Eu ainda não havia saído do apartamento, mas pela vista da sala já tinha achado tudo lindo. Fomos ao parque Areião na quarta, o primeiro dia que estávamos lá, porém choveu e logo voltamos para casa.

Demos uma volta pelo quarteirão e pelo bairro Setor Pedro Ludovico (acho que é este o nome), e achei engraçado os bairros serem separados por nomes de Setores, me lembrou o livro Admirável Mundo Novo, e o Terminal Isidória (de ônibus) tinha uma voz robotizada dizendo "Não Fume" "Não Beba" "Não Suje o Terminal", etc. Era bem estranho.

Outra coisa estranha é que os ônibus de GO não têm cobrador, apenas o motorista. Você compra o ticket ou possui um cartão com créditos. Não tem como andar de ônibus pagando em dinheiro. O que também lembrou um pouco o filme o Vingador do Futuro, o antigo, onde tudo era robotizado. HAHA, bom a cidade não é robotizada, apenas os ônibus um pouco mais "tecnológicos" e isso me assusta.

Comparados com os ônibus de Uberlândia, os ônibus goianos são bem velhos e malcuidados. Os motoristas dirigem apressadamente e desgovernados. Eu precisava me equilibrar e segurar mais do que nunca, e ninguém reclamada. Ao contrário de Uberlândia, que os ônibus possuem estofados, são novos e os motoristas raras vezes dão arrancadas, e mesmo assim todo mundo reclama.


No dia seguinte voltamos ao Parque Areião, e eu fiquei maravilhada! Amei o parque e me senti super à vontade nele. O parque era pertinho do apartamento que estávamos, e por isto fomos andando.
Entrada do Parque Areião, Goiânia.
O Parque

Eu, andando pelo parque.

Uma paradinha na trilha
No meio da trilha que estávamos andando, descobrimo um caminho pelo meio do mato, uma trilha secundária, e a pegamos. Encontrei uma ponte quebrada que antigamente servia como passagem para uma outra trilha escondida.
A ponte quebrada.
Andamos mais um pouco pela trilha secundária e logo voltamos para o centro do parque, com uns quinze minutos de caminhada encontramos o lago cheio de patos (ou seriam gansos?). Pelo caminho vi vários pássaros de perto, alguns mosquitos me picaram e senti várias teias de aranha pelo corpo (arrepio e medo).
Um patinho nadando.

Eu, ao lado dos dois animais.

Apenas eu e o lago de fundo.
A Cy me filmou e eu nem sabia que estava sendo filmada, achei que ela estava tirando fotos. No pequeno vídeo eu consigo encostar no ganso (ou pato?). Na verdade eu dei um tapinha na bunda dele. HAHA. Coitado.


Depois andamos mais um pouco e encontramos cadeiras para sentar em frente ao lado. Sentamos e descansamos, pois o calor estava intenso e não sabíamos mais quanto teríamos que andar.
A Cy e eu.
E pelo caminho, ao redor do lago, nada mais mágico que uma ponte! E esta finalmente estava intacta. Me impulerei igual uma criança.
Eu, super feliz, na ponte.

A vista do lago

Vista de uma parte da trilha
Achei muito interessante os dois parquinhos no parque. Um em cada canto do Areião, feito especialmente para as crianças.
Parquinho infantil dentro do Areião

Eu, observando a entrada do parque
 E depois da jornada cansativa, nada melhor do que hidratar com uma água de coco bem gelada!
A Cy, trazendo a água de coco.

Eu, feliz com a água de coco e pelo passeio

Nham nham!

Nós duas, já cansadas da caminhada.
Eu achei o parque Areião lindo, fiquei encantada com os bichinhos. O parque é muito frequentado e vi várias pessoas fazendo caminhadas, cooper, exercícios, etc. O povo goiano parece ser bem ativo. O parque é excelente para todos os tipos de pessoas, e também para levar as crianças para ter contato com a natureza e brincar nos parquinhos.

Voltamos para o apartamento e pela noite saímos com a amiga da Cy e o irmão dela. Mas isto é história para o post seguinte, afinal este já está enorme!

No próximo post eu continuo.

A maioria das fotos foram tiradas pela Cibelly, eu tirei algumas, então todas as fotos são de nossa autoria.
Eu super recomendo que quem passar por Goiânia, visite o Parque Areião!