Pages - Menu

Template temporário! Grata pela compreensão!

Não ser Pensante

Esse risco que desce de minha cabeça, de pronta prontidão,
entalar em minha garganta,
Correr ante meus ombros pesando feito chumbo o anjo que em mim adormece

Súplicas antes tão dóceis, agora jorram poeira de xícaras porcelanadas,
o grito roxo que acoberta a dor
Cores vibrantes gritando por sentimentos, mesmo que imaginários e inúteis

Criou o Supremo, o ser pensante
Arrepender-se-á de tanta futilidade
Dons cristalinos destroçados por finas mãos

Ser Pensante é ser tão fraco quanto um pendulo oscilante lutando inutilmente
contra a força maligna que o move
Sem compaixão ou motivo. Guiar a confiança até as estrebarias da morte

Ao lugar do pão encontrei pedra, ao lugar do leite obtive sangue,
sangue azul e refinado,
Do qual não me serviu para nada além de grandes arfadas

Angélica L. Azambuja